domingo

HPV, conheça melhor a doença




Trabalhando a semana toda e contando os dias para chegar logo domingo para ir à feira de artesanato que tem aqui na avenida Afonso Pena em Belo horizonte, passando em frente a uma banca de revista juntamente com minha esposa vi uma revista e folheando-a me chamou muita a atenção para uma doença que ataca as mulheres, por isso resolvi escrever sobre esta doença que se chama HPV.
O HPV, é um vírus que pode atingir até 80% das mulheres sexualmente ativas do mundo. Conheça melhor a doença, os tratamentos e a prevenção.

Sexo é principal responsável pelo contágio
Na maioria das vezes, o contágio se dá por via sexual (tanto sexo vaginal quanto oral e anal). E nem é necessária a penetração. Basta que a pele ou mucosa contaminada atrite com a outra pele ou mucosa. Importantíssimo: a contaminação por meio de objetos pessoais infectados também é possível. Logo, usar a toalha de alguém implica em risco.

Sinais, lesões e verrugas
Alguns sub-tipos não apresentam sintomas e o organismo se encarrega de combater o vírus. Já em outros casos, uma queda de resistência ou uso de corticóides facilita a manifestação de lesões e verrugas semelhantes a uma couve-flor. Corrimento, dor e sangramento durante o ato sexual também indicam que algo está errado.

Exames Importantes
O diagnóstico deve ser confirmado com exames, como papanicolau, a colposcopia e a captura híbrida, que coleta amostras de material da vagina. Inclusive, os exames podem apontar a existência do vírus antes mesmo de sua manifestação.

Câncer do colo do útero
O HPV pode transformar as células que revestem o colo do útero em tumores malignos. A doença é a principal causa de câncer nessa região (segundo tipo mais comum em mulheres no mundo).

Como vencer o vírus
Para quem tem o vírus, mas não lesões, são indicadas vitaminas A, C e E, que aumentam resistência do corpo. As verrugas podem ser retiradas por incisão, cauterização ou ações com laser ou ácidos. Se em um ano a carga viral negativar, o HPV pode ter sido eliminado. No caso de câncer, são indicadas quimioterapia, radioterapia ou operação para remover os tumores ou parte da vagina.

A vacina é a salvação?
A vacina atua contra os principais tipos de HPV e é indicada para mulheres entre 9 e 26 anos, que ainda não tem vida sexual ou não entraram em contato com o vírus. A proteção é aplicada em três doses, a R$ 400 cada. O SUS não a disponibiliza nos postos de saúde.

Homem também pega?
Assim como as mulheres, os homens pegam HPV e apresentam os sintomas. Porém, eles mais transmitem do que desenvolvem a doença. No entanto, também devem se submeter ao tratamento.
Fonte: Revista Viva




Veja outros posts!
2leep.com
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Teo disse...

Ótima Matéria. Importantíssima principalmente agora nas férias e no carnaval, que é quando ocorre o maior número de relações sexuais do ano.

Seria ótimo se todos tivessem essa conscientização na cabeça e começassem a usar preservativos com frequencia. Muitas doenças desapareceriam.

Mas como a maioria dos jovens banaliza o uso de preservativos, fazer o que?

Abraços!

lugirão disse...

Alguns tipos de HPV, são responsavéis pelo cancer de colo de útero. Tem pessoas que apesar de terem o vírus não desenvolvem a doença.

Carininhááh disse...

Tenho um selo pra vc
Vai lá no meu blog pegar!!
Kiss

By:Carine

Carininhááh disse...

Tenho + um selo pra vc!!
Vai lá depois no meu blog e pega
Kiss

By:Carine

ana carla disse...

bem interessante ms qual o tratamento para o homem ..
bjss..

Anônimo disse...

ja tive duas vezes o hpv e me tratei

Online na Web disse...

Ainda bem que você conseguiu se curar.

Anônimo disse...

adorei seber de tudo isso mais gostaria de saber mais pois descobrie apouco tempo que tenho o viros hpv tenho muito medo pelo meu filho também ter.

Postar um comentário

Reaja, faça seu comentário sobre este artigo!